Self service BI: entenda definitivamente sobre o assunto

O Business Intelligence (ou “Inteligência de Negócios”, em português) é um conceito que se consolida cada vez mais nos processos de coleta e análise de dados das grandes empresas. Dessa forma, a gestão de negócios conta com recursos que facilitam seus procedimentos.

O self service BI surge nesse contexto como uma estratégia importante para o crescimento empresarial, mas no que consistem exatamente as suas práticas?

Neste post você vai entender melhor como essa solução de BI funciona a partir do entendimento do próprio conceito de “Business Intelligence”. Acompanhe!

O que é BI?

Para esclarecer a definição de self service BI, é preciso entender o que é o Business Intelligence por si só. Em um mercado cada vez mais competitivo e com clientes tão disputados, as empresas preferem tomar decisões acertadas para a sua própria administração/marketing, dispensando o conceito de tentativa e erro adotado há alguns anos.

Para isso, é necessário pautar as ações de gestão em dados e informações concretas, em vez de opiniões ou palpites. O BI atende a essa necessidade com a obtenção, organização e análise de informações corporativas, que podem servir como suporte para decisões mais seguras e rápidas.

Sendo assim, é possível afirmar que o Business Intelligence é uma estratégia interessante para a eficiência operacional e o desenvolvimento da empresa como um todo, pois dispõe de ferramentas que facilitam a identificação de potenciais clientes e tendências, monitoramento de KPIs, direcionamento de equipes e visualização de informações importantes.

O que é self service BI?

A abordagem self service aplicada no BI faz referência ao mesmo modelo utilizado em restaurantes nos quais o cliente monta sua refeição por conta própria. O conceito de autoatendimento aplicado ao Business Intelligence tem um significado semelhante: os usuários criam seus próprios relatórios ou dashboards, além de modificar os já existentes, sem a ajuda de terceiros.

Na prática, quem utiliza o self service BI tem acesso a todas as ferramentas e os dados que precisa para montar gráficos, relatórios, consultas analíticas e indicadores personalizados. Isso se torna possível após a construção do data warehouse da empresa, que será acessado com respeito às políticas de privacidade.

O objetivo aqui é fornecer mais liberdade (e, consequentemente, mais responsabilidades) aos usuários de ferramentas de BI. Isso acontece porque o self service BI está focado na independência do usuário e na autossuficiência quando se trata do uso de informações corporativas, o que leva a uma descentralização do BI nas empresas em geral.

Quais sistemas podem ser usados no self service BI?

Mesmo sem experiências avançadas em mineração de dados ou Analytics, é possível administrar dados em self service BI com o auxílio de diversos sistemas. Os principais deles são:

Power BI

Essa poderosa ferramenta da Microsoft apresenta diversos recursos capazes de proporcionar uma visão completa dos indicadores da empresa, apresentando gráficos, dashboards e relatórios predefinidos.

Sua principal vantagem está na integração direta com o Excel, que permite o suporte de planilhas, tabelas do modelo de dados e até exibições analísticas, além da extração de dados desse software por meio do Power View, Power Query, Power Map e Power Pivot.

Além de estar disponível para Office e Desktop, o Power BI apresenta funções DAX (Data Analysis Expressions), que consistem em uma linguagem modular semelhante à do Excel, mas muito mais completa e robusta. Com isso, os usuários podem trabalhar consultas e medidas em um nível mais avançado.

Por meio dessa integração de ferramentas, a Microsoft mantém sua plataforma intuitiva e em constante atualização, sendo líder no Quadrante Mágico do Gartner Group. Esses motivos tornam o Power Bi uma opção indicada para empresas que usam o Windows/Azure e desejam democratizar o Business Intelligence com poucos gastos.

Tableau

O Tableau é um software potente para junções de bancos de dados. Por ser acessado tanto online (em uma versão na nuvem, disponibilizando integração de dados com o Google BigQuery) quanto no desktop, também é bastante versátil para a criação de visualizações completas e avançadas.

MicroStrategy

Essa ferramenta criou conectores para sua infraestrutura de back-end em BI para o Power BI e Tableau. Ao fazer essa mudança, a MicroStrategy ressaltou alguns pontos válidos sobre a robustez da sua plataforma: é escalável, funcional, segura e inclui funcionalidades críticas para a gestão de dados.

Qlik Sense

O Qlik Sense é uma das melhores obras de seu fornecedor, pois é fácil de usar, oferece bom suporte ao cliente e é projetado para funcionar em diferentes dispositivos.

O Tableau abriu caminho na funcionalidade e no design, mas recentemente começou a enfrentar uma forte concorrência, principalmente do Power BI, que oferece funcionalidade similar por um preço significativamente menor. O software da Qlik, por sua vez, é excelente para a produção de gráficos interativos, usando dados complexos.

Quais são as vantagens de adotar esses sistemas?

A realidade no Brasil é que, em muitas empresas, o Business Intelligence ainda está tradicionalmente baseado em um data warehouse central, muitas vezes indisponível para todos. As práticas recomendadas para lidar com esse tipo de estrutura já são insuficientes para atender às necessidades de diversas empresas atuais.

Liberdade de navegação

Com o autoatendimento, os usuários de negócios podem obter acesso aos dados e insights de que precisam a qualquer momento, sem precisar depender da equipe de TI — que, muitas vezes, pode ser um gargalo na inteligência comercial tradicional. Ao contornar o TI, a empresa pode aproveitar melhor as oportunidades e reagir rapidamente aos problemas.

Maior compartilhamento de dados

A descentralização de informações garante a criação de muitos polos de conhecimentos e insights dentro da empresa, resultando em um melhor controle de custos, monitoramento de leads, ações de marketing e muito mais, graças ao cruzamento de dados provenientes de diversas áreas.

Obtenção de decisões seguras

Quando usado corretamente, o self service BI permite que os usuários criem os relatórios específicos que precisam para resolver problemas desafiadores em tempo hábil.

Os benefícios não poderiam ser melhores, pois a tomada de decisões na empresa passa a ocorrer com base em fatos concretos, apresentando mais consistência, confiabilidade e aceitação pela comunidade de negócios.

Em meio a tantas vantagens, o uso de sistemas de self service BI ocasionam dois desafios. O primeiro deles é que, com a descentralização do BI, é possível que a empresa sofra com a falta de controle e organização, porque os dados importantes de tomada de decisão estarão fragmentados. Isso acaba se tornando um desafio para a área de TI.

O outro desafio está na falta de profissionais qualificados no mercado para lidar com esses sistemas da maneira correta. Será que você pode ser um deles?

Se você deseja saber tudo sobre self service BI, entre em contato conosco. Nossos consultores podem auxiliar a sua empresa a superar esses desafios. Além disso, os cursos da BI do Brasil podem ser de grande ajuda para que você aprenda ainda mais sobre o campo do Business Intelligence e se destaque no mercado!

LEAVE A COMMENT


Fatal error: Call to undefined function blanaceTags() in /home/bidobrasil/www/wp-content/themes/studentwp/includes/library/functions.php on line 569